Início > Anderson Paz, Política, Vida Cristã > O governo Dilma e os evangélicos (1)

O governo Dilma e os evangélicos (1)

@andersonpaz Apesar de nossas posições individuais, Dilma é agora a presidente eleita do Brasil. Que Deus lhe conceda graça e sabedoria. #Oremos

_____________________

Na madrugada de hoje, assim que tuitei a frase acima, recebi um pedido da @MissWesleyana para comentar a nova realidade do nosso país a partir de uma perspectiva bíblica.

Talvez, o que vou dizer aqui não agrade a todos, pois não parece em nada inovador. Alguns podem discordar de mim e considerar-me conservador. Mas, como “minha consciência está cativa à Palavra de Deus” (utilizando-me de uma frase de Lutero), não posso falar qualquer coisa sobre o resultado dessas eleições sem partir da verdade contida em Romanos 13:1 – “Todos devem sujeitar-se às autoridades governamentais, pois não há autoridade que não venha de Deus; as autoridades que existem foram por ele estabelecidas”.

É interessante e surpreendente observar que a afirmação de Paulo surge num contexto em que havia perseguição contra a Igreja, perseguição da qual o próprio Paulo se tornaria vítima. E ainda assim, Paulo não se demove da fé de que Deus é Soberano, e que as autoridades são constituídas por Ele.

A declaração de Paulo não está isolada no Novo Testamento, mas encontra ressonância nas palavras de Pedro, apóstolo que também seria vítima da perseguição movida pelas autoridades: “Por causa do Senhor, sujeitem-se a toda autoridade constituída entre os homens” (I Pe. 1:13a). Além disso, esse ensino parte do próprio Senhor Jesus, quando disse a Pilatos: “Não terias nenhuma autoridade sobre mim, se esta não te fosse dada de cima” (Jo. 19:11).

Deus é soberano, e não vou tentar reduzir Sua soberania por causa de minhas posições políticas individuais. E, como declarou a senadora Marina Silva, com brilhantismo e sabedoria: “A ministra Dilma era a candidata de uma parte dos brasileiros. A partir de agora, é a presidente eleita de todos nós nos próximos 4 anos”.

Uma vez que Dilma será a presidente do Brasil, qual é a nossa responsabilidade para com ela? Paulo responde isso dizendo:

Antes de tudo, recomendo que se façam súplicas, orações, intercessões e ação de graças por todos os homens; pelos reis e por todos os que exercem autoridade, para que tenhamos uma vida tranqüila e pacífica, com toda a piedade e dignidade. Isso é bom e agradável perante Deus, nosso Salvador” (I Tm. 2:1-3).

Temos o mandamento apostólico para que oremos pelas autoridades.

Durante essas eleições, vimos a participação ativa de alguns segmentos evangélicos tentando impedir a eleição de Dilma. Foi intensa a divulgação de informações, muitas delas verdadeiras, nem todas precisas, e algumas até mesmo falsas, contra Dilma. Contudo, fico pensando em como seria bom se cada pessoa que se declara evangélica passass a orar pelas autoridades, inclusive a Dilma e seu vice, Michel Temer, com igual ou maior intensidade com que se dedicaram a fazer campanha anti-Dilma. Nunca vi tanta mobilização por parte dos evangélicos para tentar inviabilizar uma candidatura, mas infelizmente nunca vi mobilização igual para interceder pelas autoridades.

Continua no post O governo Dilma e os evangélicos (2).

 

Posts relacionados:
Eles terão que nos respeitar… Será?
– Carta aos evangélicos eleitos
– Evangélicos e seus parlamentares
– O que os apóstolos diriam? – sobre pastores e política
Anúncios
  1. Ricardo Rauber
    novembro 1, 2010 às 12:17 pm

    Pô querido, mandou bem de mais…… Amém

  2. JEAN DIAS
    novembro 1, 2010 às 1:26 pm

    Mano,você tem toda razão. A cima de tudo devemos orar…

  3. Ana
    novembro 1, 2010 às 8:04 pm

    Muito bom.

  4. novembro 2, 2010 às 2:58 pm

    Oi Anderson!
    Em primeiro lugar, gostaria de dizer que fiquei muito feliz por seu comentário no meu texto, no site do Juventude na Rocha. É sempre bom ler comentários inteligentes e bem expressados. Contribua sempre que puder, ficarei feliz.

    Acho que tivemos as mesmas impressões para escrever os textos sobre nossa nova presidente… Bacana isso, sinal que Deus está comprovando que está no comando de tudo e que está nos preparando para que possamos nos disponibilizar a favor do nosso país.
    Adorei suas referências (Poderia ter colocado alguma no meu texto, mas, não sou boa com isso, logo, ponto pra você), adorei suas palavras… Parabéns!

    Abraços
    #comJESUSsempre!

    @Brunavichi
    http://www.juventudenarocha.com

  5. novembro 2, 2010 às 4:55 pm

    Aplausos!
    Agora temos que orar, exercer a cidadania com responsabilidade, denunciar os abusos e honrar as autoridades constituídas. Som de murmuração não move nada, só faz andar em círculos, mas se Deus ouvir o clamor do seu povo, Ele pode sarar e cuidar da nossa Terra. Não votei em Dilma, sou contra 90% das ações do atual governo, idéias boas, mas feitas de modo errado, desonesto, esbanjando o dinheiro que suamos a ganhar, só que ficar sentado reclamando não vale a pena, é preciso orar pelo Brasil !!! Shalom

  6. Leni
    novembro 3, 2010 às 9:24 pm

    É isso aí,à nova Presidente devemos o devido respeito, eis que é um mandamento de Deus contido em Romanos 13. Vamos continuar nos empenhando a orar pelo novo governo, que Dilma permita ser conduzida, guiada pelo Senhor, que seu coração seja tocado e quebrantado pelas necessidade legítimas do povo brasileiro e que o Senhor lhe dê sabedoria para governar este Pais, conforme foi dado a Salomão.

  1. novembro 1, 2010 às 11:46 am
  2. novembro 5, 2010 às 10:03 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s