Início > Ateísmo > O Universo, Stephen Hawking, Deus e Eu

O Universo, Stephen Hawking, Deus e Eu

Como você já teve ter visto, nestes últimos dias o físico inglês Stephen Hawking ocupou notícias de jornais e blogs em razão da publicação de seu novo livro “The Grand Design”. Nessa obra, Hawking descarta o papel de Deus na formação do Universo, afirmando que a Ciência já teria alcançado as respostas necessárias.

Entre as afirmações contidas no livro estão as seguintes:

………

Dado que existe uma lei como a da gravidade, o Universo pôde criar-se e se cria a partir do nada”.

A criação espontânea é a razão por que há algo em lugar do nada, de por que existe o Universo e por que existimos.

Não é necessário invocar a Deus para acender o pavio e colocar o Universo em marcha”.

Diante das afirmações de Hawking, o físico Marcelo Gleiser, em editorial da Folha de S. Paulo, fez as seguintes observações:

A ideia dele, que já circula de formas diferentes desde os anos 70, vem do casamento da relatividade e da mecânica quântica para explicar a origem do Universo, isto é, como tudo veio do nada.

(…)

As teorias que Hawking e Mlodinow usam para basear seus argumentos -teorias-M, vindas das supercordas- têm tanta evidência empírica quanto Deus.

É lamentável que físicos como Hawking estejam divulgando teorias especulativas como quase concluídas. A euforia na mídia é compreensível: o homem quer ser Deus.

O desafio das teorias a que Hawking se refere é justamente estabelecer qualquer traço de evidência observacional, até agora inexistente. Não sabemos nem mesmo se essas teorias fazem sentido. Certas noções, como a existência de um multiverso, não parecem ser testáveis.

(…)

Como nos mostra a história da ciência, surpresas ocorrem a toda hora. Talvez esteja na hora de Hawking deixar Deus em paz.

Quanto a esse tema, a única coisa que tenho a dizer é que o Stephen Hawking pode tentar explicar o universo sem Deus. Mas explicar minha vida sem o meu Senhor seria impossível.

……………………

Posts relacionados:
Se Deus não existisse, o que haveria para comemorar?
– Sobre homens e animais
O Naturalista e o Missionário: Charles Darwin e Robert Kalley
……………………..
Anúncios
  1. pedro nunes
    setembro 14, 2010 às 4:58 pm

    texto vago, vago..

    precisas trabalhar mais um tema

    vou orar pra Deus te ajudar..

    A tua postagem toda se resumiu nas últimas duas frases.

    • andersonpaz
      setembro 14, 2010 às 5:17 pm

      Caro Pedro,

      Realmente, meu post se resumiu às duas últimas frases. E elas surgiram como um tweet que escrevi depois de ler o editorial do Marcelo Gleiser. Minha intenção com o post era simplesmente citar as notícias que deram origem ao tweet. Nada mais. Eu poderia postar só as frases, mas optei por acrescentar a notícia.

      Minha intenção é dizer que independente dessa discussão sobre a origem do Universo, minha experiência com Deus não pode ser apagada.

      Abs.

      Fique na paz!

  2. pedro nunes
    setembro 15, 2010 às 10:42 am

    Desculpa,

    Se a mensagem ficou com um tom ofensivo, apenas queria que fosse construtiva. Continue a escrever..

    God bless u…

    []’s

    • andersonpaz
      setembro 15, 2010 às 10:51 am

      Pedro,

      De forma alguma ficou num tom ofensivo. Só procurei mostrar o contexto em que surgiu o tweet. Aliás, o seu comentário foi aprovado assim que o li. Se fosse algo ofensivo, eu pensaria duas vezes em aprova-lo.

      Abs.

      Fique na paz!

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s