Início > Anderson Paz, Outros > Antes de falar sobre o Haiti …

Antes de falar sobre o Haiti …

A declaração do televangelista norte-americano Pat Robertson sobre a tragédia ocorrida no Haiti, gerou fúria e indiganação em quase todos que a ouviram. Robertson declarou que o terremoto no Haiti é resultado de um pacto que esse país teria feito com o diabo para alcançar sua independência. Hoje, assisti um vídeo em que o cônsul haitiano em São Paulo, sem saber que estava sendo gravado, afirmou que a tragédia seria resultado da prática de religiões africanas.

Pat Robertson, o cônsul do Haiti e qualquer um de nós, diante dessa calamidade, deveriam lembrar das palavras de Jesus em Lucas 13:1-5:

“Naquela mesma ocasião, chegando alguns, falavam a Jesus a respeito dos galileus cujo sangue Pilatos misturara com os sacrifícios que os mesmos realizavam.

Ele, porém, lhes disse: Pensais que esses galileus eram mais pecadores do que todos os outros galileus, por terem padecido estas coisas? Não eram, eu vo-lo afirmo; se, porém, não vos arrependerdes, todos igualmente perecereis.

Ou cuidais que aqueles dezoito sobre os quais desabou a torre de Siloé e os matou eram mais culpados que todos os outros habitantes de Jerusalém? Não eram, eu vo-lo afirmo; mas, se não vos arrependerdes, todos igualmente perecereis”.

Posts relacionados:

Antes de falar sobre o Haiti… (2)

Anúncios
  1. janeiro 15, 2010 às 11:23 am

    o seu blog é de utilidade pública para os cristãos. presta serviço a nossa comunidade.

  2. João Carlos
    janeiro 15, 2010 às 1:44 pm

    desculpe… mas esse blog até pra cristãos é de inutilidade pública!

  3. janeiro 15, 2010 às 10:28 pm

    Leia http://www.cbn.com/about/pressrelease_patrobertson_haiti.aspx é uma retratação do pastor Pat Robertson.

    Um abraço,

    • andersonpaz
      janeiro 16, 2010 às 3:59 pm

      Caro Rodolfo,

      Obrigado por ter enviado o link com a retratação do pastor Pat Robertson. Minha compreensão da língua inglesa ainda é limitada, mas consegui entender a essência do texto.

      Um abraço!

  4. Wender Júnio
    janeiro 18, 2010 às 11:30 am

    Sinceramente irmão estás equivocado. Será que eles eram e são mais pecadores do que eu e você? Será que nosso julgamento será distinto pela religião que seguimos? Será que seríamos salvos porque dizemos: somos cristãos! Ou somos da religião evangélica ou católica? Pois em compreensão do Espírito Santo de Deus vos digo: “Se não nos despojamos do homem velho e nos revestirmos do homem novo, e beber do vinho novo, nos tornando ciente de que somos pequenos e principalmente Temos que PARAR DE FAZER JULGAMENTOS SE DIZENDO INSPIRADOS POR DEUS, seremos todos queimados pelas forças do maligno, pois julgamento falso e aproveitando destas ocasiões é ato do maligno”. Meu questionamento final é: Por que os Pastores que se dizem ABENÇOADOS PRO DEUS, não fizeram profecias e direcionaram suas atenções esuas forças para esse lugar afim de salvar inocentes que lá estavam, assim como Abrãao fez junto a Deus por Sodoma e Gomorra?

    • andersonpaz
      janeiro 18, 2010 às 5:23 pm

      Caro Wender,

      Primeiramente quero lhe agradecer pelo comentário. Para mim é muito importante receber respostas sobre as coisas que escrevo. Li o seu comentário com muita atenção, mas pude perceber que você não conseguiu compreender qual era o meu propósito com o texto.

      No primeiro parágrafo apenas citei dois fatos: as declarações de Pat Robertson e do Cônsul Haitiano em São Paulo. Não fiz nenhum comentário sobre esses fatos. Não disse que concordava ou que discordava. Apenas os citei.

      No segundo parágrafo apenas disse que Pat Robertson, o Cônsul do Haiti e qualquer outra pessoa, antes de fazer comentários sobre a tragédia ocorrida, deveriam lembrar das declarações de Jesus em Lucas 13:1-5. Nesse texto, Jesus ensina que as pessoas vítimas de tragédias não são mais pecadoras que as demais. Todos são igualmente pecadores, e todos igualmente perecerão. Foi o que Jesus disse. Depois citar a declaração de Jesus, eu não fiz nenhum comentário. Não acrescentei nada, pois as palavras de Jesus são suficientes por si mesmas, não preciso complementá-las.

      Portanto, não disse que o Haiti está de baixo de uma maldição, ou que o terremoto foi resultado de um pacto com o diabo. Apenas citei o próprio SENHOR, que nos ensina a olhar para nós mesmos, a nos auto-avaliar, antes de falar sobre tragédias como a ocorrida no Haiti. Não fiz nenhum julgamento, e não disse que estava sendo inspirado por Deus. Se alguém concluiu que eu havia julgado os haitianos, infelizmente essa pessoa se equivocou. Sugiro que você leia o texto mais uma vez para chegar à uma melhor compreensão.

      Como já foi dito, não expressei nenhuma opinião minha no texto, apenas citei Jesus. Portanto, se o texto está equivocado, seria o próprio Jesus que se equivocou.

      Espero que com esta resposta você consiga ter uma melhor compreensão sobre o texto.

      Um grande abraço!

  5. vinicius
    janeiro 18, 2010 às 5:40 pm

    Prezado Anderson,

    O seu texto parece querer condenar qualquer análise que se faça sobre o Haiti.

    O video do Pat Robertson não me pareceu ser um julgamento, e sim um alerta de que não adiantam esforços humanos em um país que escolheu conscientemente uma vida sem Deus. A conclusão dele no video é que o Haiti precisa de “uma grande virada para Deus”, caso contrário os grandes ataques do inimigo continuariam tendo sucesso.

    • andersonpaz
      janeiro 18, 2010 às 6:21 pm

      Caro Vinícius,

      Muito obrigado pelo comentário. Sempre é bom receber respostas dos leitores dos textos.

      Sobre o texto, quero apenas ressaltar que, após citar as declarações do Pat Robertson e do Cônsul do Haiti, eu apenas transcrevi o que Jesus falou sobre uma tragédia que ocorreu naqueles dias. Não acrescentei nenhum comentário ao que Jesus disse, pois creio que Suas palavras já são suficientes por si mesmas, e não necessitam de qualquer complemento.

      Só quis chamar a atenção dos leitores do blog para, conforme o que Jesus ensinou no texto transcrito, se auto-avaliarem e saberem que todos são igualmente pecadores, e se não houver arrependimento, todos igualmente perecerão. Tragédias como a do Haiti devem nos lembrar da fragilidade da vida humana e da nossa necessidade de nos voltar para Deus. Aliás, a morte de qualquer pessoa deveria gerar esse efeito em nós: “Melhor é ir à casa onde há luto do que ir à casa onde há banquete, porque naquela está o fim de todos os homens, e os vivos o aplicam ao seu coração”(Ec. 7:2).

      Espero que você tenha compreendido melhor meu propósito com o texto.

      Um grande abraço!

  6. janeiro 20, 2010 às 11:46 am

    Esta é a grande polêmica no meio cristão. O que aconteceu com o Haiti é um juizo de Deus ou uma catastrofe em que qualquer lugar está sujeita?

    De qualquer forma, seu texto defende muito bem que temos que sermos misericordiosos, pois assim seremos mais parecidos com Jesus, que é nosso objetivo final quanto ao nosso cristianismo.

    Convido-os a conhecer o http://luzparaseudia.blogspot.com

  7. Sandro Lourenço.
    janeiro 22, 2010 às 12:07 pm

    É certo que virão escândalos, catastrofes e tudo que a palavra profética se referiu acerca dos tempos. Creio que como discípulos de Jesus devemos sempre entender que cada ocorrido é um chamado para a santidade, uma vez que toda a criação está sujeita a vaidade e aguarda a manifestação dos filhos de Deus (Rmanos 8:18.23), sendo assim, busquemos, como Maria, irmã de Marta, a única coisa que nos importa (Lucas 10:38.42), ouvir e obedecer o que Jesus ensinar e ordenar.

    Parabéns Anderson por ser um cooperador neste sentido.

    Sandro Lourenço.

  1. janeiro 15, 2010 às 12:05 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s